Google+ Papa vai chegar ao Rio em meio a protestos e dúvidas sobre segurança e crise no Governo de Cabral - Rabiscos de Deus - Romance de Aluisio Nogueira

domingo, 21 de julho de 2013

Papa vai chegar ao Rio em meio a protestos e dúvidas sobre segurança e crise no Governo de Cabral


      
 Se a onda de manifestações de junho teve como epicentro São Paulo antes de se espalhar pelo país, hoje é no Rio de Janeiro que os protestos persistem com vitalidade, tendo como alvo o governador Sérgio Cabral. A vinda do papa Francisco, que desembarca no Rio na segunda-feira (22), coincide com o momento em que as forças de segurança do Estado --sobre as quais recaíram várias denúncias de abusos nos últimos protestos-- admite dificuldades em lidar com as manifestações.
Após protesto que terminou em quebra-quebra no bairro do Leblon, na última quarta-feira (17), o secretário de Segurança Pública do Estado, José Mariano Beltrame, e o comandante da Polícia Militar, coronel Erir da Costa Filho, expressaram dificuldades em agir diante de manifestações violentas.

O sumo pontífice abdicou da blindagem do papamóvel e rejeitou a presença de militares armados ao seu redor, a despeito dos esforços empreendidos pelos ministros da Justiça, José Eduardo Cardoso, e da Defesa, Celso Amorim, para convencer representantes do Vaticano da necessidade de reforçar a segurança.
Alinhado com o discurso do Vaticano, o qual sustenta que os protestos não se dirigem ao pontífice, o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, declarou que "a principal segurança do papa é o entusiasmo, é a tradição de paz e fraternidade do povo brasileiro."

A Abin (Agência Brasileira de Inteligência) mapeou os riscos ao pontífice e indicou que a principal ameaça são, de fato, os protestos. O evento mais propenso ao distúrbio é cerimônia de boas-vindas a Francisco, no Palácio Guanabara, sede do governo, nas Laranjeiras (zona sul), com presença de Cabral e do prefeito Eduardo Paes.

A cerimônia estava marcada para ocorrer às 17h de segunda, mas foi postergada para a noite depois que o pontífice decidiu percorrer, em carro aberto, as ruas do centro da cidade, palco dos principais protestos realizados nas últimas semanas. A rua Pinheiro Machado, onde fica o Palácio Guanabara, será totalmente interditada durante o encontro do pontífice com o governador.
Especialista não vê risco

Ainda que os protestos sejam a principal preocupação das autoridades brasileiras, o coordenador do Laboratório de Análise da Violência da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), Ignacio Cano, afirma que as manifestações populares não comprometem a segurança do papa, tampouco dos peregrinos que participarão da Jornada Mundial da Juventude.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

      

Um comentário:

  1. Isso é papo de oposição, o Cabral é sim um bom governador!
    Ja fez muito pelo RJ!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parceiros - Divulgadores - Blogs Femininos

Os melhores links FEMININOS Colmeia: O melhor dos blogs Tedioso: Os melhores links Linkerama: Os melhores blogs da Internet estão aqui! Seus links em um só lugar! Fake - O agregador de links mais Original da Net EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! Tecnogospel: Os melhores links evangélicos Clic+ Os Melhores Links da Internet para Você LinkLog Linka Blog Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!
Permissões

Você está autorizado a reproduzir e divulgar este material em qualquer formato, desde que informe o autor e a fonte, inclusive o nosso blog, sem alterar o conteúdo da matéria original e não utilizar para fins comerciais.

Importante

As opiniões e noticiais aqui divulgadas não refletem necessariamente nossa opinião. Por essa razão, as matérias polêmicas acompanham nossa opinião ao final da matéria. Nós divulgamos as notícias de forma imparcial, com o objetivo de que o leitor tire suas conclusões, porém, deixamos clara nossa posição pelo Genuíno Evangelho de Cristo.

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Seguir

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Recomendamos