Google+ A briga pelo Fim do Número Absurdo de Ministérios de Dilma e redução de Cadeiras no Parlamento é a Bola da Vez - Rabiscos de Deus - Romance de Aluisio Nogueira

quinta-feira, 18 de julho de 2013

A briga pelo Fim do Número Absurdo de Ministérios de Dilma e redução de Cadeiras no Parlamento é a Bola da Vez


    
A voz da rua pede o fim do desperdício do dinheiro público com o tamanho exagerado da máquina do Governo!

O Governo consome cerca de 50% de tudo que o país produz! Dessa forma, o Brasil pode ser considerado o país capitalista, mais socialista do mundo!

O controle da economia está nas mãos do Governo que gastará nesse ano cerca de 2 trilhões de reais, um absurdo que mostra o quanto o Brasil é um país poderoso economicamente, e apresenta um IDH (índice de Desenvolvimento Humano) dos mais baixos do mundo. Um paradoxo que se explica na cultura centralizadora do governo brasileiro, desde sempre!
É preciso reverter esse quadro e a voz das ruas traz esse necessidade urgente. O Brasil pode sofrer um colapso em seu desenvolvimento, já
nos próximos anos, caso não mude esse conceito e faça as reformas estruturais que o país suplica.

O presidente da câmara Henrique Alves apontou para a necessidade do Executivo parar de apontar para os parlamentares, sem tocar "na própria carne", e sugere que a presidente reduza seus ministérios de 39 para 25 (ainda, 10 a mais que os EUA que possui 15, mesmo com uma economia 5 vezes maior que o Brasil).
Publicidade


Nosso parlamento é constituído de Vereadores, Deputados Estaduais e Deputados Federais que produzem pouco demais e custam verbas bilionárias ao país. Dinheiro esse que deveria ser aplicado na Infra-estrutura precária que impede o crescimento do país e atinge diretamente o custo de produção, que faz com que o Brasil tenha preços incapazes de competir no mercado internacional. Falta expansão energética, falta estradas, portos e aeroportos, além de impostos agregados ao preço que tornam o Brasil um país fora do eixo de comércio em que deveria estar pela sua capacidade produtiva (qualidade X recursos).

Veja reportagem da Folha de S. Paulo que mostra o presidente da Câmara "devolvendo a bola" ao executivo e iniciando um jogo que não pode terminar, jamais em 0 X 0:


O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), recomenda à presidente Dilma Rousseff que faça já uma reforma ministerial e reduza de 39 para 25 o número de pastas.

Em entrevista à Folha e ao UOL, o deputado peemedebista, que ocupa o terceiro posto na hierarquia da República, sugere também à presidente da República que estabeleça uma agenda de mais conversas com os congressistas e aliados. Cita as reuniões do conselho político (presidentes e líderes partidários) que ocorriam durante o mandato de Luiz Inácio Lula da Silva. "Há quanto tempo não se reúne o conselho político? Eu não me lembro a última vez".
   


Ver mais:

Sociólogo diz que protestos podem voltar mais fortes e incontroláveis. Saiba por que razão.


Boaventura de Sousa Santos (foto ao lado) aponta a insatisfação popular como fruto da expansão da classe média brasileira, que ficou mais exigente. Para ele, só uma reforma política profunda pode evitar que povo volte às ruas. A entrevistam foi concedida para a Deutsche Welle:

Os protestos no Brasil perderam intensidade, mas, se o governo não der uma resposta rápida às reivindicações do povo, podem voltar ainda mais fortes – e de forma incontrolável. O alerta é do português Boaventura de Sousa Santos, doutor em sociologia pela Universidade de Yale (EUA) e diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (Portugal).

Autor de estudos sobre emancipação social, direitos coletivos e democracia participativa, ele vê a onda de indignação que tomou as ruas do país como fruto das mudanças vividas pela sociedade brasileira nas últimas décadas. A classe média, afirma, cresceu e com ela as demandas dos cidadãos por melhores serviços públicos ganharam força.

Para Boaventura, o Congresso está “divorciado das prioridades dos cidadãos” e, por isso, uma reforma política se faz necessária. “Há medidas de emergência que têm de ser tomadas, mas nada disso é possível se não houver uma reforma política profunda. Neste momento todo o sistema político tende a perverter e a inverter as suas prioridades”, afirma em entrevista à DW Brasil.

Deutsche Welle: Como o senhor avalia a onda de protestos?
As manifestações foram uma surpresa tanto no plano interno como no plano internacional. Tudo levava a crer que tudo no Brasil estava indo bem. Internamente, os próprios partidos, especialmente o do governo, foram apanhados de surpresa. O que foi surpresa foi o motivo para que a explosão ocorresse. Havia um mal-estar, e ele resulta do êxito das políticas que foram instituídas no Brasil a partir de 2003 [quando Lula assumiu o poder] e que fizeram com que 40 milhões de pessoas entrassem para a classe média.

Protestos foram realizados em cidades brasileiras e no exterior.
Elas criaram expectativas não só no que diz respeito à sua vida, mas também ao modo como se posicionam na sociedade, ao modo como usam os serviços públicos.

 Fonte:Polibio Braga

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parceiros - Divulgadores - Blogs Femininos

Os melhores links FEMININOS Colmeia: O melhor dos blogs Tedioso: Os melhores links Linkerama: Os melhores blogs da Internet estão aqui! Seus links em um só lugar! Fake - O agregador de links mais Original da Net EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! Tecnogospel: Os melhores links evangélicos Clic+ Os Melhores Links da Internet para Você LinkLog Linka Blog Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!
Permissões

Você está autorizado a reproduzir e divulgar este material em qualquer formato, desde que informe o autor e a fonte, inclusive o nosso blog, sem alterar o conteúdo da matéria original e não utilizar para fins comerciais.

Importante

As opiniões e noticiais aqui divulgadas não refletem necessariamente nossa opinião. Por essa razão, as matérias polêmicas acompanham nossa opinião ao final da matéria. Nós divulgamos as notícias de forma imparcial, com o objetivo de que o leitor tire suas conclusões, porém, deixamos clara nossa posição pelo Genuíno Evangelho de Cristo.

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Seguir

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Recomendamos