Google+ Governo do Irã mente e condena pastor à prisão - Rabiscos de Deus - Romance de Aluisio Nogueira

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Governo do Irã mente e condena pastor à prisão

O Diretor Executivo do Centro Brasileiro para Lei & Justiça, Filipe Coelho, divulgou carta com informações sobre o pastor iraniano com cidadania americana, Saeed Abedini, que foi preso por sua fé em Cristo no Irã.


Infelizmente as notícias não são boas e revelam a arbitrariedade do governo iraniano sobre o caso.


Leia a carta na íntegra: Governo do Irã mente e condena pastor à prisão
Nossos piores temores se concretizaram. Esta manhã (28/01) em Teerã, em uma promessa vazia que o americano Pastor Saeed Abedini poderia ser liberto, assim seu advogado chegou ao tribunal. O advogado não teve notificação de que sua presença era necessária, apenas o pedido ocasional a menos de 24 horas de um administrador judicial para um amigo da família que o advogado deveria estar presente ao tribunal porque estava previsto que Pastor Saeed seria liberto. Mas isso foi tudo uma mentira.


Assim que chegou ao tribunal, o advogado do Pastor Saeed, Dr. Naser Sarbazi viu seu cliente e no mesmo estante ele sabia que tinha sido enganado.

Sem nenhum familiar presente, o juiz Pir-Abassi do Poder 26 do Tribunal Revolucionário Iraniano, mais conhecido como o “Juiz da Forca”, verbalmente sentenciou e condenou Pastor Saeed a oito anos de prisão por ameaçar a segurança nacional do Irã através de sua liderança nas igrejas cristãs nas casas. A evidência fornecida foi de atividades cristãs de Pastor Saeed principalmente durante a década de 2000, quando sob o Presidente Khatami onde as igrejas em casas não eram percebidas como uma ameaça ao Irã. Apesar da lei iraniana exigir um veredicto por escrito, nenhum foi dada.

Aqui está a preocupante realidade: um cidadão dos EUA, que foi espancado e torturado desde que foi preso em outubro do ano passado, enfrentando agora oito anos na prisão de Evin, uma das prisões mais brutais no Irã.

Nós representamos a esposa do Pastor Saeed, Naghmeh, e seus dois filhos, que vivem nos Estados Unidos. Ao ouvir esta injustiça, Naghmeh, disse: “A promessa de sua libertação foi uma mentira. Não devemos confiar nas palavras vazias ou promessas colocados pelo governo iraniano. Esta quantidade falsas esperanças é uma tortura psicológica. Você não quer confiar neles, mas eles constroem um lampejo de esperança antes do golpe esmagador. Com o desenvolvimento de hoje eu estou devastada por meu marido e minha família. Devemos agora buscar todos os esforços, transformar cada pedra, e não parar até que Saeed esteje seguro em solo americano”.

Sabemos que com o Tribunal Revolucionária iraniano, que a condenação e a sentença do Pastor Saeed tiveram de ser aprovadas no topo – O líder supremo do Aiatolá Khamenei teve que assinar.

O Irã não só abusou de suas próprias leis, mas também pisoteou nos fundamentos dos direitos humanos.

Apelamos aos cidadãos do mundo a se levantarem em protesto. Apelamos aos governos de todo o mundo para se levantarem em defesa ao Pastor Saeed. Como sua esposa alegou, começando com o nosso próprio governo, todo esforço deve ser prosseguido. Estamos pedindo ao Departamento de Estado e a Casa

Branca que façam um apelo para a liberação do Pastor Saeed e se envolverem ainda mais.

Esta é uma farsa real. Um cidadão dos EUA enfrenta um termo de prisão simplesmente por causa de sua fé cristã. Pastor Saeed está enfrentando oito anos em uma prisão dura, que provavelmente por causa de tanta tortura vai enfrentar risco de vida e abuso nas mãos do regime iraniano.

Por favor, continuem orando por Pastor Saeed e sua família. Continuaremos a utilizar todos os nossos esforços para que a justiça seja servida e o Pastor Saeed chegue seguro aos braços de sua amada esposa e de suas duas crianças ao volta para casa nos Estados Unidos”.

Filipe Coelho é o Diretor Executivo do Centro Brasileiro para Lei & Justiça

Fonte: Verdade Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parceiros - Divulgadores - Blogs Femininos

Os melhores links FEMININOS Colmeia: O melhor dos blogs Tedioso: Os melhores links Linkerama: Os melhores blogs da Internet estão aqui! Seus links em um só lugar! Fake - O agregador de links mais Original da Net EuTeSalvo - Salvando os melhores blogs! Tecnogospel: Os melhores links evangélicos Clic+ Os Melhores Links da Internet para Você LinkLog Linka Blog Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!
Permissões

Você está autorizado a reproduzir e divulgar este material em qualquer formato, desde que informe o autor e a fonte, inclusive o nosso blog, sem alterar o conteúdo da matéria original e não utilizar para fins comerciais.

Importante

As opiniões e noticiais aqui divulgadas não refletem necessariamente nossa opinião. Por essa razão, as matérias polêmicas acompanham nossa opinião ao final da matéria. Nós divulgamos as notícias de forma imparcial, com o objetivo de que o leitor tire suas conclusões, porém, deixamos clara nossa posição pelo Genuíno Evangelho de Cristo.

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Seguir

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Recomendamos